terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Saint-Marcellin

Saint-Marcellin




Um queijo claro, cremoso e que é produzido há séculos na região de Dauphine . Feito nas casas e granjas da região originalmente com leite de cabra, hoje é feito quase que na totalidade com leite de vaca, é um IGP desde 2013.

A textura, o sabor e a aparência mudam dependendo de como o queijo é curado, mas os melhores tem tom alaranjado e massa mole. Pode ser cremoso, quase liquido ou firme, com um sutil frescor o limão e aroma de nozes.

Região: Ródano-Alpes
Maturação: 2/6 semanas
Peso e Formato: 85 g/redondo
Leite: Vaca ou cabra
Classificação: Fresco curado

Até mais......

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Na outra margem do rio

Parmigiano-Reggiano 






Este queijo faz parte da história geológica, cultural e da culinária italiana. Muito influenciado por fatores como solo, pastagens e as vacas, sua receita teve pouca mudança desde o século XII.
Tornou-se PDO em 1955 e desde então o Consórcio Del Formaggio Parmigiano-Reggiano protegeu o nome “Parmigiano-Reggiano e Parmesan”, e especificou que ele só poderia ser  produzido nas regiões de Módena, Parma, Bolonha, Reggio Emilia e na região de Emilia-Romangna e Mântua na Lombardia. Determinou também que o leite utilizado para a produção, devia ser de vacas alimentadas apenas com pasto fresco, feno ou alfafa e não com silagem.  Por isso os queijos mudam conforme a estação.
O queijo deve ser feito com leite desnatado, o que reduz seu teor de gordura.

Região: Emilia-Romagna e Lombardia
Maturação: 18/36 meses
Formato/Peso: Tambor/38 Kg
Leite: Vaca
Classificação: Duro


Em novembro em Londres, o Parmigiano recebeu 38 medalhas, sendo 3 super gold e 11 em ouro,  no World Cheese Awards, considerado o Oscar do queijo.
O Parmigiano-Reggiano com 36 meses de maturação, pode conter cristais de Tirosina ( cristal de proteína que traz a sensação de felicidade) do tamanho de um grão de arroz, vamos ser feliz e comer queijo.

Até mais.....




quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Os irmãos separados por um rio


Grana Padano





Grana Padano é um queijo italiano típico do Vale de Padana,  criado no século XII, pelo monge cisterciense da Abadia de Chiaravalle, mas da margem norte do rio Pó, enquanto que o Parmigiano-Reggiano é a seu contraparte da margem sul. Ambos têm Denominação de Origem Protegida, são feitos com leite de vacas criadas localmente, de cura longa (pelo menos um ano) realizada em ambiente; são queijos semigordos, de pasta dura e finamente granulosa.

As características organolépticas dos dois “queijos-irmãos” são diferentes, para além do preço: o Parmigiano é mais caro que o Grana, possivelmente por a produção de Grana Padano ser maior que a do Parmigiano; para além disso o Parmigiano é mais salgado, o que pode ser devido não só ao método de produção, mas também a diferenças na qualidade dos pastos e na própria alimentação das vacas que, no caso do Parmigiano, inclui o mesmo leite.

Região: Lombardia
Maturação: 12 a 24 meses
Peso e Formato: 24-40 Kg / Tambor
Leite: Vaca
Classificação: Duro


Até mais...

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

O queijo produzido por mulheres

Flor de Guîa





Este queijo raro, foi no passado só produzido por mulheres na região Grã-Canárias , nas cidade de Guia e Galdar.

Tem esse nome Flor de Guîa (Flor de cardo) por causa do cardo, local utilizado para coagular o leite.



Formatado por um cinto de palha, o que deixa suas laterais ligeiramente arredondadas.
Para sua produção, são utilizados leite de vaca e ovelha, podendo ter até 10% de leite de cabra.
Em 2007 foi requerida a inscrição do registro para DO ( Denominação de origem protegida).

Maturação: 2-3 semanas
Peso e Formato: 2-5 kg / roda
Classificação: Semimacio

Até mais....


sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

O azeite de oliva e a pressão arterial

Azeite e a pressão arterial




Diversos estudos de pesquisa relataram uma estreita relação entre dieta e pressão arterial. Certos alimentos podem aumentar a pressão arterial além de ter um efeito sobre o peso corporal.

QUAL É A PRESSÃO SANGUÍNEA ALTA?

A pressão arterial elevada é conhecida como hipertensão arterial e é considerada como ocorrendo quando as leituras da pressão arterial são constantemente superiores a 140/90 mmHg.
A pressão arterial elevada é um dos principais fatores de risco coronariano no desenvolvimento da arteriosclerose. Junto com colesterol alto no sangue, tabagismo, obesidade e diabetes, é um dos principais problemas de saúde do mundo desenvolvido.
Como outros fatores de risco, o estilo de vida pode contribuir para a pressão arterial elevada.
Um em cada quatro adultos é hipertenso. Isso aumenta o risco de morte precoce devido ao dano nas artérias do corpo, especialmente as artérias que fornecem sangue ao coração, rins, cérebro e olhos.

ÓLEO DE AZEITE E PRESSÃO SANGUÍNEA

Ainda não foi estabelecido claramente quais elementos da dieta mediterrânea são responsáveis ​​por seus efeitos na redução da pressão arterial. Contudo, demonstrou-se que a adição de azeite a uma dieta que não é alterada de qualquer outra forma tem um efeito de redução na pressão sanguínea, que parece ser específico para este óleo. O consumo regular de azeite diminui a pressão arterial sistólica (máxima) e diastólica (mínima).
Há evidências recentes de que, quando o óleo de oliva é consumido, a dose diária de medicamentos necessários para controlar a pressão arterial em pacientes hipertensos pode diminuir, possivelmente devido a uma redução no ácido nítrico causada por polifenóis.

Fonte: COI ( Conselho Oleica Internacional)

Mas devemos ficar muito atento com as ultimas noticias de apreensão de azeites no Brasil, e lembrar que para que tenhamos os benefícios do azeite em nosso organismo, ele deve ser de qualidade, por isso fuja dos preços baixo.

Até mais....

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Condecorou a cabeça dos Heróis Olimpicos

Koroneiki




A mais popular oliveira da Grécia, sua folhas na Antiguidade era utilizada para condecorar os heróis olímpicos. Ocupa hoje 2/3 do cultivo de oliveiras e responde por grande parte dos azeites lá produzidos.
Junto com a Arbequina e Arbosana as azeitonas Koroneiki estão entre as mais comuns e adequadas para sistemas de crescimento de super-alta densidade em todo o mundo.
Os azeites de Koroneiki, são frutados, com toques de maçã verde e grama, possui picância presente e um leve amargor, estáveis e conservam o sabor e o frescor por bastante tempo.


Até mais....

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

As cabras quase selvagens da Córsega

A Casinca





As cabras  quase selvagens e robustas, perambulam livremente por vasta paisagem da Córsega, impregnando seu leite com diversos aromas naturais e é deste leite que vem o "A Casinca", um queijo moldado a mão, que é considerado um dos melhores queijos de casca lavada produzido com leite de cabra.




O "A Casinca" inicialmente é um queijo com cheiro forte e sabor bem acentuado, com a cura e o clima benigno da região, ele desenvolve  um singular sabor de nozes.

Região: Córsega
Maturação: 1 1/2 a 4 meses
Peso e Formato: 400 g. Redondo
Leite: Cabra
Classificação: Semimole

Até mais....